Entenda como se dá a impressão 3D

Podemos ver a impressão em 3D de componentes aeroespaciais até brinquedos, passando por objetos de decoração. Entenda como funciona a impressora 3D


Apesar de ser uma invenção do final dos anos 80, a impressora 3D começou a ganhar mais destaque no início dos anos 90 e a tecnologia não para de evoluir. Atualmente, podemos ver a impressão 3D de componentes aeroespaciais até brinquedos, passando por objetos de decoração e acessórios.

A impressão 3D, também conhecida como prototipagem rápida, pode ser definida como uma tecnologia de fabricação aditiva que, por meio de sucessivas camadas de material, permite a criação de um modelo tridimensional.

Histórico da impressão 3D

O norte-americano Chuck Hill inventou a primeira impressora 3D no ano de 1984, partindo da estereolitografia. Em vez de tinta no papel, Hull conseguiu criar a primeira impressora que constrói objetos camada a camada, uma tecnologia que vem evoluindo e ficando mais acessível nos últimos anos.

Desde os anos 90, os objetos eram construídos camada por camada, no entanto, a evolução da tecnologia dos últimos anos permitiu o crescimento contínuo dos objetos a partir de um meio líquido. Com esta tecnologia, é possível que os produtos prontos para uso sejam feitos de 25 a 100 vezes mais rapidamente do que outros métodos, revolucionando o conhecimento humano em diversas áreas.

Imagem de impressão em 3D

Foto: Depositphotos

Como se dá a impressão 3D?

Uma impressora 3D monta os objetos camada por camada, a partir de pedaços de materiais, da mesma forma que as impressoras tradicionais possuem a capacidade de criar imagens a partir de pontos de tinta ou toner.

Para uma impressora 3D funcionar corretamente ocorre o seguinte processo: primeiramente, o dispositivo lê um projeto a partir de um arquivo (geralmente gravado no formato STL), que é enviado diretamente para a máquina e estabelece as sucessivas camadas de líquido, pó, papel ou folha de material para a construção do modelo.

Existem diversas tecnologias capazes de imprimir em 3D, sendo que a principal diferença entre elas diz respeito à maneira com a qual as camadas serão formadas até construir toda a peça. A impressão 3D tem início com a adição de materiais, camada por camada, até que o item esteja pronto, sendo que o tempo do processo varia de acordo com o tamanho do produto desejado.

Uma das aplicações mais importantes da impressão 3D se dá no campo da medicina, uma vez que os cirurgiões podem, inclusive, produzir maquetes de partes do corpo que vão opera em seus pacientes.

A impressão 3D também permite uma grande economia com relação aos custos de fabricação e é uma grande revolução, pois é utilizada em diversas áreas do conhecimento humano, como na medicina, indústria de aviação, automotiva, alimentícia e farmacêutica.


Reportar erro