Escritora Inês Pedrosa

Saiba mais sobre Inês Pedrosa, escritora portuguesa que estreou na literatura com o livro infantil “Mais Ninguém Tem”


Inês Margarida Pereira Pedrosa, mais conhecida como Inês Pedrosa, é uma escritora portuguesa. Filha de Maria Felicidade Fonseca Pereira Pedrosa e de Jacinto Ricardo Gallo Teodósio Pedrosa, nasceu no dia 15 de agosto de 1962, na cidade de Coimbra, em Portugal.

Aos 14 anos, ela já publicava o seu primeiro texto na revista “Crónica” Feminina, e a sua estreia na literatura ocorreu no ano de 1991, com o livro infantil “Mais Ninguém Tem”.

Carreira

Inês Pedrosa publicou o seu primeiro texto na revista “Crônica” Feminina, quando tinha apenas 12 anos de idade. Aos 22, graduou-se em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa.

A sua estreia como jornalista profissional ocorreu no ano de 1983, ao ingressar na redação de O Jornal, atual revista Visão. No ano seguinte, Pedrosa foi convidada por António Mega Ferreira para trabalhar como redatora no Jornal de Letras.

A escritora também integrou a equipe fundadora do semanário O Independente, em 1988, e foi ainda redatora da LER e do semanário Expresso.

Em fevereiro de 2011, Inês Pedrosa encerrou a sua colaboração com o Expresso e começou a assinar a coluna Fora de Órbita, no Sol. Entre os anos de 1993 e 1996, foi diretora da revista Marie Claire em Portugal; e, de fevereiro de 2008 até abril de 2014, a escritora dirigiu a Casa Fernando Pessoa.

O início de sua carreira na Literatura deu-se em 1991, com a publicação do livro Mais Ninguém Tem, voltado para o público infantil. No ano seguinte surgiu o seu primeiro romance, intitulado A Instrução dos Amantes.

Escritora Inês Pedrosa

Foto: Reprodução/ internet

Em 1997, a autora publica Nas Tuas Mãos, obra vencedora do prêmio Máxima de Literatura. A consagração de sua carreira literária ocorreu em 2003, com a publicação do livro Fazes-me Falta.

Em 2005, a partir das obras Nas Tuas Mãos e Fica Comigo Esta Noite, assinou a sua primeira peça de teatro, intitulada 12 mulheres e 1 cadela.

Com Os Íntimos, de 2010, ganhou o Prêmio Máxima de Literatura.

Obras de Inês Pedrosa

Ficção

1991 – Mais Ninguém Tem (infantil)
1992 – A Instrução dos Amantes
1997 – Nas tuas Mãos
2002 – Fazes-me Falta
2002 – A Menina que Roubava Gargalhadas
2003 – Fica Comigo Esta Noite (Contos)
2004 – O milagre do cão azul (infantil), ilustrações de Danuta Wojciechowska
2005 – Carta a uma Amiga, com Maria Irene Crespo
2006 – Do Grande e do Pequeno Amor, com Jorge Colombo
2007 – A Eternidade e o Desejo
2010 – Os Íntimos
2012 – Dentro de Ti Ver o Mar
2015 – Desamparo

Não-ficção

1999 – José Cardoso Pires: Fotobiografia
2000 – 20 Mulheres para o Século XX
2002 – Poemas de Amor – Antologia de Poesia Portuguesa (Coletânea)
2004 – Anos Luz: Trinta Conversas para Celebrar o 25 de Abril
2005 – “Crónica” Feminina
2006 – Os Melhores Amigos – Contos Sobre a Amizade (Antologia)
2008 – No Coração do Brasil-seis cartas de viagem ao padre António Vieira
2009 – Dentro em meu coração faz dor (Antologia de poesia)
2015 – No infinito mar do meu desejo ( Antologia de poesia)

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas)


Reportar erro