Física nuclear

A Física Nuclear estuda tudo o que está diretamente relacionado à investigação do surgimento do universo, sua evolução e estrutura. Todos aqueles questionamentos que…


A Física Nuclear estuda tudo o que está diretamente relacionado à investigação do surgimento do universo, sua evolução e estrutura. Todos aqueles questionamentos que antes foram levantados sem que tivesse uma explicação aceitável fazem parte desse estudo.

O estudo da Física Nuclear abrange um conhecimento que vai desde as partículas fundamentais até as imensas estruturas que formam o universo. Seu objetivo é entender as propriedades básicas dos núcleos e da matéria nuclear, podendo dessa forma encontrar uma teoria que seja completa sobre os núcleos mais completos.

Física nuclear

Foto: Reprodução

 

Definição

Física Nuclear é a área da física que estuda as propriedades e interações dos núcleos atômicos, assim como os mecanismos básicos das reações nucleares com nêutrons e outros núcleos. As aplicações mais conhecidas nessa área são a geração de energia nuclear e a tecnologia de armas nucleares, porém esses estudos têm sido aplicados em outras coisas, como a medicina nuclear, ressonância magnética, engenharia de materiais e outros.

O início

A física nuclear surgiu a partir da descoberta da radioatividade em 1896, pelo físico francês Antoine Henri Becquerel. Após o século XX a Física Nuclear passou a se desenvolver bastante, construiu-se o primeiro reator nuclear, que foi destinado à pesquisa científica e a fabricação da primeira bomba atômica foi construída logo em seguida.

Atualmente, após a Guerra Fria, a pesquisa em Física Nuclear tem tido mais foco nas áreas não-bélicas, como a Física de Partículas, a Medicina Nuclear e a Cosmologia, porém não podemos negar que ainda existem centros de desenvolvimento de armas nucleares.

O estudo do átomo se deu após o pensamento de que: se quebrarmos um objeto ele irá se desfazer em pedaços menores, se quebramos esses pedaços se tornaram ainda menores até que chega a um ponto em que não conseguimos mais quebra-lo. E foi a partir desse pensamento que de início acreditavam que o átomo era indivisível. Hoje, depois de estudos e pesquisas sabemos que não é uma partícula indivisível e sim um sistema composto por partículas diferentes. E foi a partir das teorias de Dalton, de que os átomos eram esferas indestrutíveis e indivisíveis, que a ciência da estrutura atômica passou a traçar novos rumos no estudo.

O que a Física Nuclear estuda?

A Física Nuclear está envolvida em várias aplicações, e estuda as reações que acontecem nos núcleos dos átomos. Existem várias forças na física, podemos classifica-las em quatro grupos:

  • Força Gravitacional: que tem relação com a atração entre os corpos, é responsável pela órbita dos planetas ou pela queda de uma fruta.
  • Forças eletromagnéticas: que dão origem aos fenômenos elétricos, aos ímãs, às reações químicas, etc.
  • Força Nuclear Fraca: que produz o decaimento em que um elétron é emitido do núcleo.
  • Força Nuclear Forte: que é responsável por manter as partículas do núcleo unidas, mesmo que tenham as cargas elétricas iguais.

Suas aplicações

Entre as principais aplicações da Física Nuclear estão: a geração de energia elétrica em usinas nucleares, os Raios X, tratamentos de câncer, armamentos e bombas nucleares.

A Física Nuclear tem sido aplicada em diversas áreas e tem trazido vários benefícios para a humanidade, sempre que uma fonte de energia é descoberta aparece uma nova tecnologia onde se torna possível aproveitar essa energia. Foi assim com o fogo, o petróleo e, mais recentemente, com a energia atômica e a nuclear.


Reportar erro