Os clássicos de Fernando Pessoa

Fernando Pessoa é um dos mais importantes escritores e poetas da literatura universal. Saiba mais sobre as suas mais clássicas obras


Fernando Antônio Nogueira Pessoa, mais conhecido como Fernando Pessoa, é um dos mais importantes escritores e poetas da literatura universal. Nasceu em Lisboa, capital de Portugal, em 13 de junho de 1888, e morreu em 30 de novembro de 1935, aos 47 anos, na mesma cidade.

Ortônimo e heterônimos de Fernando Pessoa

Em sua vasta obra, o escritor Fernando Pessoa usou diversas autorias: o seu próprio nome (ortônimo) foi utilizado para assinar vários livros e os heterônimos para assinar outros. Cada um dos heterônimos de Pessoa tinha uma personalidade própria e possuía características literárias diferenciadas.

Álvaro de Campos era um engenheiro português de educação inglesa, influenciado pelo simbolismo e futurismo; Ricardo Reis era um médico e adotava o bucolismo em suas poesias; já Alberto Caeiro tinha apenas o primário e escrevia poesias de maneira simples, direta e concreta. Bernardo Soares, autor do “Livro do Desassossego”, é considerado um tipo particular dentre os heterônimos de Pessoa, como se fosse um semi-heterônimo, por apresentar muitas semelhanças com o escritor e não possuir uma personalidade muito característica, ao contrário dos outros três heterônimos.

Imagem de fernando pessoa

Foto: Wikimedia Commons

Obras clássicas de Fernando Pessoa

Assinando com o seu próprio nome ou com algum de seus heterônimos, Pessoa produziu uma vasta e respeitável obra, em prosa e poesia.

Saiba mais acerca de alguns dos clássicos deste ilustre escritor e poeta português:

Livro do Desassossego (Bernardo Soares)

Esta obra traz fragmentos que alternam entre vários tópicos, seguindo as mudanças que acompanham a esfera emocional do poeta, seus amores, saberes e valores morais.

Não há um desenvolvimento sequencial nos fragmentos do livro, mas ele é considerado como o mais próximo de um romance, dentre as obras de Pessoa.

Mensagem (Fernando Pessoa)

Composto por 44 poemas e publicado em 1934, “Mensagem”, também conhecido como “livro pequeno de poemas”, é o único livro do poeta publicado em vida. Esta obra apresenta “Mar Português” como a mais célebre das poesias ali presentes e a publicação do livro conquistou o Prémio Antero de Quental, na categoria de “melhor poema ou poesia solta”.

Poemas Completos de Alberto Caeiro

Trata-se de uma coletânea de obras de Alberto Caeiro, heterônimo que nasceu em Lisboa, mas viveu quase toda a sua vida no campo, com instrução primária e sem exercer nenhuma profissão.

Esta obra compõe-se de: “O Guardador de Rebanhos”, “O Pastor Amoroso” e “Poemas Inconjuntos”.

Poesias

Dentre os poemas mais célebres de Fernando Pessoa estão: “Tabacaria”, “Poema em linha reta”, “Ode marítima”, “Autopsicografia”, “Aniversário”, “Todas as cartas de amor…” e “Não sei quantas almas tenho”.

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas). 


Reportar erro