Vestibular: como usar a nota do Enem para entrar na faculdade?

Universidades federais, algumas universidades estaduais e particulares usam o resultado do Enem. Saiba como usar a nota do exame para entrar na faculdade


Além de avaliar o conhecimento dos estudantes que terminam o Ensino Médio, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serve para que os participantes possam tentar conseguir uma vaga em uma universidade pública ou uma bolsa em instituição de ensino particular.

Todas as universidades e institutos federais, além de algumas universidades estaduais e particulares, utilizam o resultado do exame nacional como critério de seleção de parte ou de todas as vagas dos cursos superiores.

Como entrar na faculdade com a nota do Enem?

Dependendo da instituição de ensino, o desempenho obtido no Enem pode ser utilizado como bônus no vestibular, como 1ª fase, para preencher as vagas com o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e, também como critério único de seleção das vagas remanescentes.

Dedos de estudantes em lista de notas e nomes de aprovados em vestibular

Foto: Emília Silberstein/ UnB Agência

Confira a seguir quais são as possibilidades de usar a nota do Enem para entrar na faculdade:

ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni), do Governo Federal, concede bolsas de estudo parciais e integrais em faculdades privadas. O processo seletivo utiliza apenas o desempenho no Enem para classificar a uma bolsa de 50% ou 100%

Para participar deste processo seletivo gratuito, é necessário que o candidato tenha feito o Enem no ano imediatamente anterior, com pelo menos 450 pontos nas provas objetivas e não ter zerado a redação.

O ProUni dá prioridade a estudantes com renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos. As inscrições para este programa ocorrem duas vezes ao ano, no primeiro e no segundo semestre.

Sisu

Também do Governo Federal, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) usa a nota do Enem para classificar candidatos a uma vaga em universidades públicas. Não há limites de renda para participar e as inscrições, que são gratuitas, ocorrem duas vezes ao ano, no primeiro e no segundo semestre.

Acesso direto pelo Enem

Muitas faculdades privadas em todo o Brasil oferecem a possibilidade de o estudante utilizar a sua nota do Enem como forma de ingresso. As regras variam entre as instituições de ensino e é possível conseguir uma vaga mesmo tendo feito o exame nacional há mais tempo.

Algumas instituições exigem uma nota mínima nas provas objetivas e na redação, mas, para alguns cursos, basta não ter zerado as provas do Enem.

Enem como complemento do vestibular

A nota do Enem também pode ser utilizada para complementar o seu desempenho no vestibular de algumas instituições. Este é o caso de algumas universidades públicas bastante concorridas, como a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

As regras de utilização da nota do exame nacional para complementar a pontuação variam bastante de acordo com a instituição de ensino, assim como o cálculo da pontuação.

Se o candidato se interessar em utilizar a nota do Enem desta maneira, é importante consultar o edital do vestibular para compreender como isto pode ser feito.

Fies

Também do governo federal, o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa destinado a financiar a mensalidade de instituições de ensino privadas a juros baixos (6,5%). Para participar do financiamento estudantil a juros baixos, é obrigatório ter feito o Enem a partir de 2010 e ter alcançado ao menos 450 pontos na média geral das provas e não ter zerado a redação.


Reportar erro