Camadas da atmosfera

Nesse artigo você vai conhecer as camadas da atmosfera, como são formadas e quais são suas características. Veja a seguir!

Entre o espaço e a superfície terrestre existe uma camada formada a partir de gases e que envolve toda a Terra, sendo uma das responsáveis pela possibilidade do desenvolvimento de vida nesta, a atmosfera. Dentre as funções da atmosfera terrestre estão a presença nesta de gases importantes para os serres vivos, a manutenção de uma temperatura adequada na superfície do planeta, o controle da umidade e dos raios solares que atingem a Terra, dentre outros.

Assim, a existência da atmosfera está intimamente ligada ao desenvolvimento das variadas formas de vida terrestres. Essa faixa de gases que envolve a Terra é dividida em camadas, as quais situam-se em diferentes distâncias em relação ao planeta. Essas camadas possuem também características diferentes.

A atmosfera: formação e características

A atmosfera é a camada gasosa que envolve o planeta Terra, a qual é formada principalmente por gases como oxigênio e nitrogênio. No contexto de formação do planeta Terra, a composição da atmosfera era basicamente de hidrogênio, hélio, metano e nitrogênio, os quais não são apropriados para a vida humana. Com o tempo, essa composição foi sendo alterada, até atingir-se as condições para o desenvolvimento da vida tal qual existe hoje.

A atmosfera é uma das camadas, ou partes, que formam o conjunto do planeta Terra. Na composição geral existem elementos interdependentes formados pela litosfera (camada sólida do planeta), a hidrosfera (parte líquida do planeta, mares, lagos, rios, oceanos), biosfera (parte de vida existente no planeta, desde plantas até animais) e a atmosfera (parte gasosa do planeta Terra).

Camadas da atmosfera

É na troposfera que os aviões comerciais circulam (Foto: depositphotos)

A atmosfera é um elemento essencial para que a vida na Terra seja possível, isso porque desempenha papéis importantes como o de proteger o planeta contra o impacto de fragmentos que estão à deriva no espaço, sendo que sem a presença da atmosfera a Terra seria constantemente afetada por detritos como meteoritos.

A atmosfera tem ainda o papel de controle da temperatura no planeta Terra, exercendo dupla função, de um lado evitando que os raios solares sejam muito intensos sobre a superfície terrestre, e de outro, mantendo o planeta em temperaturas adequadas para a vida com a retenção de parte do calor na superfície. Assim, a atmosfera evita o excesso de radiação solar, mas concentra parte desta para que as noites não sejam congelantes no planeta Terra.

Sem a atmosfera não haveria vida no planeta, pois a amplitude térmica seria muito intensa. Essa função da atmosfera é conhecida como efeito estufa, que é muito benéfica ao desenvolvimento da vida. O que desestabiliza a ação da atmosfera sobre a Terra são os danos ambientais ocasionados pelas atividades humanas. Assim, com a liberação de excessivos gases nocivos, a atmosfera é afetada e sua eficácia reduzida.

Veja também: Aurora boreal: onde ver e o que é esse fenômeno?

As camadas da atmosfera

A atmosfera terrestre é constituída de camadas com características específicas. Existem algumas categorizações possíveis sobre estas camadas, sendo que os nomes trazem uma variação em conformidade com as concepções dos autores que as desenvolvem. Uma das subdivisões mais conhecidas é aquela que categoriza a atmosfera em quatro camadas, sendo elas:

  • Troposfera: é a camada mais baixa da atmosfera, a qual se estende desde o nível do mar (zero altitude) até cerca de 16 km de altitude (não há consenso). Essa camada da atmosfera é mais estreita na região dos polos e mais larga na região equatorial. Estima-se que nesta camada esteja toda a massa gasosa da atmosfera e praticamente todo vapor de água, bem como os aerossóis. Nesta camada estão também concentradas a nuvens.
  • Estratosfera: esta camada está localizada entre os 16 e 50 km de altitude (varia de acordo com o autor). Estima-se que esta camada concentre 25% da massa gasosa da atmosfera, sendo que é nesta que está a chamada “camada de ozônio”, sendo ela que absorve a maior parte da radiação ultravioleta do Sol. Essa radiação é bastante nociva à saúde dos seres vivos, podendo causar graves doenças, como o câncer de pele. Portanto, é uma camada muito importante para a vida. A emissão massiva de gases poluentes afeta a camada de ozônio, ocasionando danos nesta e permitindo que maiores quantidades de raios ultravioletas cheguem até a superfície do planeta.
  • Mesosfera: essa camada estende-se desde os 50 até os 85 km de altitude, e contém apenas uma pequena quantidade de gás oxigênio. Nesta camada, portanto, o ar é bastante rarefeito (escasso), e as temperaturas podem atingir baixíssimas temperaturas, chegando aos 90ºC negativos.
  • Ionosfera: é a camada mais distante da Terra, ela é uma excelente condutora de íons e elétrons (por isso seu nome), diante disso, é muito útil na emissão de sinais de rádio e televisão na superfície terrestre. Ela está localizada entre os 85 e 800 km de altitude, e por causa dos poucos gases e ventos, as ondas de rádio circulam com maior fluidez.

Essa é uma das formas possíveis de categorizar as camadas da atmosfera terrestre, no entanto, existem outras também relevantes. Há uma subdivisão que considera as quatro camadas acima, e inclui ainda a Termosfera, a qual estaria localizada entre a Mesosfera e a Ionosfera. Assim, seriam cinco camadas na atmosfera. Nesta forma de subdivisão, a Termosfera seria a maior camada da atmosfera e abrangeria a Ionosfera e a Exosfera, em uma classificação térmica.

Existe ainda uma subdivisão bastante utilizada que considera cinco camadas e que as nomeia da seguinte forma: Troposfera (entre 8 e 16 km), Estratosfera (acima da Troposfera e vai até 50 km), Mesosfera (entre 50 e 80 km), Termosfera (entre 80 e 500 km) e Exosfera (entre 500 e 750 km). Essas formas de categorizar são bastante similares, mudando somente a nomenclatura utilizada ou considerando alguns elementos em detrimentos de outros.

Veja também: Qual a quantidade de poluição que os carros jogam na atmosfera?

O limite superior da atmosfera também não é bem definido pelos cientistas, mas acredita-se que fique entre os 750 e 100 km de altitude. Muitas categorizações consideram apenas três grandes camadas (Troposfera, Estratosfera e Ionosfera), concentrando no interior destas novas subdivisões.

 

Referências

» GARCIA, Helio; MORAES, Paulo Roberto. Geografia. São Paulo: IBEP, 2015.

» MOREIRA, Igor. Mundo da Geografia. Curitiba: Positivo, 2012.

» PASSOS, Eduardo; SILLOS, Angela. Tempo de ciências. 2 ed. São Paulo: Editora do Brasil, 2015.

» TAMDJIAN, James Onnig. Geografia: estudos para a compreensão do espaço. São Paulo: FTD, 2012.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).