,

‘Pôde’ e ‘pode’. Confira as diferenças e quando usar cada um

Alguns acentos não foram abolidos na última reforma ortográfica

“Meu irmão não pode ir”. Ou seria “meu irmão não pôde ir”? Na língua portuguesa, encontramos aqueles vocábulos que são escritos com as mesmas letras, mas que têm significados diferentes. Essas palavras são denominadas homógrafas.

O acento diferencial, que sofreu modificações com a vigência do Novo Acordo Ortográfico, serve justamente para diferenciar essas palavras, incluindo o caso de “pôde” e “pode”, tema deste artigo.

“Pôde” e “pode”: ambas são corretas

A última reforma ortográfica aboliu a maioria dos acentos diferenciais, mas dois deles permanecem e devem ser utilizados obrigatoriamente. É esse o caso do acento do verbo “pôr”, que continua diferenciando essa forma da preposição “por”, e do acento da forma de passado “pôde”.

"Pôde" e "pode" são usadas em diferentes tempos verbais

As duas formas existem e estão corretas (Foto: depositphotos)

Assim sendo, “pôde” e “pode” existem na Língua Portuguesa, mas devem ser utilizados de maneiras diferentes. “Pôde”, com acento circunflexo, é o pretérito perfeito do verbo “poder”; já a forma “pode”, sem acento, é a forma do presente do indicativo do mesmo verbo.

Veja também: ‘Vendesse’ e ‘vende-se’. Qual o correto e qual o errado? Confira

Confira o exemplo a seguir, retirado da “Novíssima Gramática da Língua Portuguesa”, do professor Domingos Paschoal Cegalla: 

-Ontem o médico não pôde atender; hoje ele pode.

 Observe outro exemplo:

-Ontem ela não pôde resolver o problema; hoje ela pode.

Acentos diferenciais abolidos

O acento diferencial da palavra “fôrma” (molde) é opcional, servindo para distinguir de forma (feitio, modo). Nos outros casos, o acento caiu com a vigência das novas regras da última reforma ortográfica. Confira o quadro a seguir:

ANTESDEPOIS
PáraPara
PêloPelo
PóloPolo
PêraPera
PélaPela

Veja também: Quando devo usar ‘tem’ e ‘têm’? Saiba já

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).