,

Vacúolos – Tipos e funções desta organela celular

O vacúolo é uma estrutura celular encontrada na célula vegetal e também em certos tipos de algas e fungos. Em células animais é rara a presença de vacúolos, só podendo ser vista em células do tecido adiposo, pois estas terão vacúolos que servem como reserva energética, armazenando gordura.

O vacúolo é delimitado por uma membrana lipoproteica chamada tonoplasto. Nas células jovens de plantas, os vacúolos são numerosos e pequenos e a medida que a célula cresce, eles se fundem em um único, grande e bem desenvolvido vacúolo central.

Qual é a função do vacúolo?

A principal função do vacúolo é de armazenamento de substâncias. Possuem forma esférica a ovalada, seu conteúdo é fluido e sua função é a de armazenar substâncias que estão relacionadas à nutrição ou excreção, podendo conter enzimas lisossômicas.

São revestidos por membrana e seu tamanho é variado, porém, geralmente ocupam grande parte do volume do citoplasma das células. A expansão do vacúolo que acontece durante o crescimento da célula para a fase adulta, promove uma compressão do citoplasma.

Tipos de vacúolos

Existem três tipos de vacúolos, são eles: vacúolos digestivos, vacúolo contrátil e vacúolos de armazenamento ou de suco celular. Entenda um pouco mais sobre cada um deles a seguir!

Vacúolos digestivos

São próprios das células do tipo fagocitárias e se associam à atuação das enzimas lisossômicas, promovendo a formação de outros vacúolos, sendo estes, vacúolos primários e vacúolos secundários, ou até mesmo, vacúolos digestivos e vacúolos residuais.

Estes tipos de vacúolos são formados a partir do acoplamento de um lisossomo com partículas englobadas pelo processo de fagocitose ou pinocitose.

Vacúolos contráteis

São típicos de determinados tipos de seres unicelulares eucariontes, como protozoários de água doce, que por serem hipertônicos em relação ao meio, a água entra por osmose. Possui como o nome sugere, função contrátil e em sua função destaca-se o equilíbrio osmótico, onde eliminarão o excesso de água.

Mas também podem ajudar na locomoção ou excreção em algumas espécies. Os vacúolos contráteis recolhem do interior da célula a água que entrou em excesso. Quando cheios, eles descarregam essa água para fora da célula através de pequenos orifícios.

A forma dos vacúolos e o número deles por célula variam nos diferentes grupos de protistas.

Vacúolos de armazenamento

Sua função primordial é a de armazenar substâncias, mas, o tipo de substância a ser guardada dependerá da espécie: amiloplastos armazenarão carboidrato como reserva nutritiva nas raízes e os proteoplastos armazenarão proteínas como reserva proteicas em sementes.

Os vacúolos de armazenamento ou de suco celular são importantes nos fenômenos osmóticos e quando contêm pigmentos, como as antocianinas, são os principais responsáveis pela coloração azul, violeta, vermelha e púrpura de flores e folhas.

Os vacúolos também contêm enzimas que digerem organelas senescentes, atuando de modo semelhante aos lisossomos de células animais no processo de autofagia.

O que é o vacúolo pulsátil?

O vacúolo pulsátil também pode ser chamado de vacúolo contrátil. É um tipo de vacúolo especial presente em protozoários como paramécios e amebas, que atua na osmorregulação, ou seja, no controle da entrada e saída de água de tais organismos.

O que é o vacúolo na célula vegetal?

É uma organela existente nas células vegetais. É uma espécie de bolsa ou reservatório aquoso com algumas substâncias imersas, envoltas por uma membrana, o tonoplasto.

O que é vacúolo alimentar?

Vacúolo alimentar é o vacúolo digestivo, que não são encontrados apenas nos vegetais. Este vacúolo atua na digestão intracelular, pois ao capturar alimento em seu interior ele une-se a um lisossomo, formando um vacúolo alimentar ou digestivo/digestório. Um exemplo de vacúolo alimentar é o vacúolo autofágico.

Para que servem os vacúolos?

Dependendo do tipo de vacúolo ele pode servir para controle osmótico, manter a pressão hidrostática da célula vegetal, armazenamento de substâncias, reserva energético (os vacúolos encontrados nas células dos adipócitos dos animais) e também atuam na digestão intracelular.

Vacúolo: desenho para entender

É uma bolsa que ocupa boa parte do citoplasma da célula, geralmente a posição central da mesma. São abundantes nas células vegetais, mas também estão presentes nas células adiposas armazenando gordura.

Vacúolo: curiosidades

Quando os cientistas descobriram a existência dos vacúolos como uma organela celular presente nas células vegetais, acreditava-se que tais estruturas eram ocas, ou seja, sem “nada” em seu interior.

Atualmente, sabemos que os vacúolos armazenam líquido (suco celular) e substâncias diversas, como gordura (nas células adiposas dos animais), compostos fenólicos, alcaloides, pigmentos, proteínas, açúcares e sais.

A origem dos vacúolos ainda é bem discutida, mas acredita-se que tenham surgido a partir do retículo endoplasmático da célula. Os vacúolos podem chegar a ocupar 90% do espaço intracelular, comprimindo assim, o citoplasma da célula.

Resumo

Vacúolos são organelas que estão presentes nas células vegetais em grande abundância e podem ser entendidos como uma região expandida do retículo endoplasmático.

Eles estão localizados no citoplasma da célula, contendo em seu interior o suco vacuolar (solução aquosa) com reservas de água e outras substâncias, como sais, carboidratos e proteínas.

Sobre o autor

Avatar
Natália Duque é Graduada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro.