Biografia do ministro do STF Joaquim Barbosa

Em 2012, Joaquim assumiu a presidência do Supremo, ficando no cargo por dois anos

Nascido em Paracatu, noroeste de Minas Gerais, no dia 7 de outubro de 1954, Joaquim Barbosa é filho, junto a outros sete irmãos, de pai pedreiro com mãe dona de casa. Logo após a separação dos seus pais, ele passou a ser a verdadeira “sustentação” de sua família.

Com apenas 16 anos, Joaquim foi morar sozinho em Brasília em busca de emprego, onde conseguiu trabalho na gráfica do jornal Correio Braziliense e terminou seus estudos em colégio público.

Biografia de Joaquim Barbosa

Vida acadêmica

Aos 25 anos conseguiu ser bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Brasília. Três anos depois, em 1982, se especializou em Direito do Estado.

Joaquim Barbosa foi ministro do STF por mais de 10 anos

Joaquim Barbosa nasceu em 1954, em Minas Gerais (Foto: Reprodução | Agência Brasil)

Em 1984, Joaquim foi aprovado no concurso público para Procurador da República e foi atuar no Rio de Janeiro. No ano seguinte foi chefe da consultoria jurídica do Ministério da Saúde até 1988, ano que licenciou-se do cargo público e foi estudar mestrado e doutorado de Direito Público na França. Em 1993, retornou ao cargo.

Vida profissional

Joaquim ensinou na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) durante os anos de 1993 até 1995. Dois anos depois, por meio de concurso público tornou-se professor da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde começou a dar aula somente em 2006 até 2015.

Veja também: Biografia do ministro do STF Ricardo Lewandowski

Entre 1999 e 2000, Joaquim foi visiting scholar no Human Rights Institute da faculdade de direito da Universidade Columbia em Nova York e dois anos depois, entre 2002 e 2003, na  Universidade da Califórnia Los Angeles School of Law.

Ingresso no STF

Durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2003, Joaquim foi indicado ao cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Em 2012, Joaquim assumiu a presidência do Supremo até 2014.

Seu principal destaque na mídia foi devido ao processo do mensalão. Durante sete anos, Joaquim foi relator e coordenou toda a fase de instrução do processo, condenando mensaleiros por crime de desvio de milhões de reais de cofres públicos.

Veja também: Biografia do ministro do STF Gilmar Mendes

Aposentadoria

Em 2014, Joaquim saiu da presidência do Supremo e anunciou sua aposentadoria que ocorreu por Decreto no dia 30 de julho do mesmo ano.

Sobre o autor

Avatar
Formada em Jornalismo pela Unicap, pós-graduada em Comunicação Empresarial e Mídias Digitais pela Devry, fez intercâmbio na ETC School (em Bournemouth (UK)), professora de inglês e tem experiência nas áreas de assessoria de comunicação, produção de vídeo e foto e redação.