Significado da bandeira da Letônia

Nesse artigo você vai conferir o significado da bandeira da Letônia, quando ela foi adotada e em qual contexto político e social ela foi elaborada. Veja as influências culturais e históricas que essa bandeira sofreu e aproveite para conhecer mais sobre esse país. Acompanhe a seguir!

As bandeiras são elementos importantes no conjunto identitário de uma nação, caracterizando aspectos como a história, a cultura ou mesmo os recursos naturais que estão ligados ao contexto de desenvolvimento desta.

Como importantes recursos, as bandeiras são oficialmente padronizadas, de modo que haja uma regulamentação de seu uso, o que inclui especificar em quais locais e ocasiões as bandeiras podem ser usadas, quais são as proporções e cores que podem ser empregadas na bandeira, bem como as formas de hasteamento e apresentação.

Além das bandeiras, existem outras formas pelas quais pode-se representar uma nação, como os hinos nacionais, os brasões de armas, bem como os símbolos oficiais, como algum animal ou planta que é original da região e que teve importância na história desta. Os símbolos oficiais, como um todo, formam o contexto da identidade de uma dada nação.

Qual o significado da bandeira da Letônia?

A bandeira atual da Letônia é formada por faixas em sentido horizontal, as quais são apresentadas em cores bordô e branca. As duas faixas bordô são apresentadas na parte superior e inferior da bandeira, já a faixa branca é mais estreita e está no meio das outras duas. O padrão de proporção da bandeira é de 1:2, respeitando-se esse padrão para qualquer tipo de ampliação.

O significado da bandeira da Letônia remete a uma lenda local

Todos as composições e símbolos da Letônia adotam as mesmas cores (Foto: depositphotos)

Cores

Em relação as cores da bandeira, a teoria mais comumente aceita é acerca de uma lenda local, a qual conta que em uma batalha ocorrida há tempos no território da Letônia, um chefe guerreiro letão foi morto pelos inimigos.

Com isso, seu corpo teria sido enrolado em um pano branco. Quando este pano branco teria sido aberto, o local onde estava o corpo do chefe estava branco, já as partes superior e inferior estavam manchadas de sangue. Na batalha que seguiu, os guerreiros usaram este pano manchado como uma espécie de bandeira, tendo vencido a guerra.

A partir daquele momento, o padrão de pano branco com duas faixas vermelhas teria se tornado símbolo oficial dos letões. Assim, o bordô e o branco teriam se tornado as cores nacionais da República da Letônia.

Veja também: Significado da bandeira da Estônia

Bandeiras antigas desse país

A bandeira da Letônia, como concebida atualmente, foi também utilizada entre os anos de 1918 e 1940, quando o país conquistou sua independência em relação ao Império Russo.

Após isso, houve uma outra bandeira oficialmente adotada, a Bandeira da República Socialista Soviética da Letônia, a qual esteve em vigência entre os anos de 1919 e 1920, essa bandeira era toda vermelha, apenas com o dizer “LPSR (Latvijas Padomju Sociālistiskā Republika)” em amarelo.

Uma nova bandeira, ainda sob domínio da URSS, foi adotada. Esta bandeira também era toda vermelha, no entanto apresentava a foice e o martelo dourados no canto superior esquerdo da bandeira, bem como um desenho em azul e branco, representando algo como ondas na parte inferior da bandeira. Essas bandeiras, no entanto, não estão mais em uso, já que a URSS foi dissolvida ainda na década de 1990.

Outras bandeiras

A Letônia possui outras bandeiras que se remetem aos seus símbolos identitários, sendo elas o Estandarte do Primeiro Ministro da Letônia, o Estandarte do Ministro de Defesa, a Bandeira marítima, a Bandeira Naval da Letônia, e ainda Estandarte presidencial de Letônia.

Cada uma destas tem uma finalidade e uma composição específicas, variando em relação a forma como são apresentadas as faixas, algumas delas em formato de cruz ou de cruzes sobrepostas, bem como em relação a presença de elementos como brasões.

No entanto, as cores oficiais da Letônia estão presentes em todas as composições, ou seja, o branco e o bordô, as quais são bases nas bandeiras.

Veja também: Significado da bandeira da Lituânia

Brasão de armas

A Letônia tem ainda um brasão de armas, o qual foi criado em 1918, quando da independência em relação ao Império Russo.

Este representa parte da história e da divisão formal no âmbito da Letônia, sendo que o grande Sol representa o Estado nacional, enquanto os raios representam as áreas ocupadas pelos letões. Em tese, a porção ocidental e sudoeste da Letônia é apresentada por um leão vermelho, já as porções nordeste e sudeste são apresentas pelo leão prata.

As estrelas são representações das três áreas históricas da Letônia. Portanto, é um brasão que define e reafirma as divisões dentro do Estado da Letônia.

A Letônia: território, relevo e economia

A República da Letônia, comumente chamada apenas de Letônia, é uma nação localizada no continente europeu, especificamente a leste do Mar Báltico, entre a Estônia e a Lituânia, constituindo com estas duas os chamados Países Bálticos.

A Letônia, junto a Estônia e Lituânia, forma os Países Bálticos

Riga é a capital e a maior cidade da Letônia (Foto: depositphotos)

Estes países foram alguns dos que integraram a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), sendo que com a sua dissolução em 1991, estas nações conquistaram sua independência, e optaram por não integrar a Comunidade dos Estados Independentes (CEI), buscando sim uma aproximação em relação a União Europeia.

Veja também: Mar Báltico

Em relação aos seus limites, a Letônia faz fronteira a norte com a Estônia, a leste com a Rússia, a sudeste com a Bielorrússia, a sul com a Lituânia e a oeste com o mar Báltico. A extensão territorial da Letônia é de 64.589 km² e sua população estava estimada em 1,96 milhão no ano de 2016, sendo que o país vem apresentando um decréscimo populacional desde a década de 1990.

Relevo

A Letônia possui um relevo bastante apropriado para o cultivo dos mais variados tipos de plantas, já que há uma predominância de planícies no território do país. O litoral da Letônia, banhado pelas águas do Mar Báltico, é pantanoso, onde estão presentes dunas de areia e importantes portos em atividade, fazendo da atividade pesqueira uma importante fonte de recursos.

No relevo existem algumas elevações, especialmente nas porções leste e nordeste, sendo que o ponto mais elevado da Letônia fica a apenas 312 metros de altitude, que é o Gaizinkalns.

Economia

Assim, nota-se que todo território permanece na faixa dos 200 metros de altitude, permitindo que sejam utilizados maquinários na produção agrícola, o que propicia um bom desenvolvimento das atividades no campo. Já no interior da Letônia, existem milhares de lagos formados pelas glaciações, havendo também amplas áreas cobertas de matas no território do país.

A Letônia, no entanto, não apresenta uma grande expressividade de recursos minerais, nem de produção energética por hidrelétricas, por isso há uma grande dependência de recursos energéticos advindos da Rússia.

Referências

» LETÔNIA. Disponível em: . Acesso em 10 mai. 2018.

» VESENTINI, José William. Geografia: o mundo em transição. São Paulo: Ática, 2018.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).