Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Grupo é composto por oito nações: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé & Príncipe e Timor


Em 17 de julho de 1996 foi dado um grande passo para a língua portuguesa, pois foi nesta data que os países que têm o português como idioma oficial se reuniram e criaram a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O grupo é composto por oito nações, são elas: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé & Príncipe e Timor.

Os países decidiram se organizar para juntos conseguirem atingir diversos objetivos acerca de seus desenvolvimentos em conjunto. Tendo sua sede em Lisboa, Portugal, a CPLP possui como Secretário-Geral Domingos Simões Pereira, que é de Guiné-Bissau. Em cooperação, promovem no dia 5 de maio um evento desportivo que reúne todos os seus membros, com o intuito de comemorar o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura.

Como surgiu a CPLP?

Mesmo que a data oficial do surgimento tenha caído no ano de 1996, a Comunidade não se iniciou de forma repentina. Foram necessários vários anos para comprovar os benefícios dessa união. Desta forma, o primeiro encontro feito pelos chefes dos países membros foi em 1989, em São Luís do Maranhão, no Nordeste do Brasil. Na ocasião, só não esteve presente o representante de Timor Leste, tendo em vista que a nação só alcançaria independência em 2002.

Neste primeira reunião, foi o Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), que tinha como objetivo difundir ainda mais o português pelo mundo. Então, a partir deste passo, os dirigentes aumentaram seus contatos e através das conquistas alcançadas resolveram dá início ao grupo dos países que falam a mesma língua.

Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP)

Foto: Reprodução/ internet

A entrada de mais membros

Existem outros países que também falam a língua portuguesa, mas que por alguns motivos paralelos não fazem parte da Comunidade. Como exemplo, pode-se citar dois casos, o de Macau e o da Guiné Equatorial. O primeiro é um antigo território português na China e tem como línguas oficiais os idiomas chinês e o português. Apesar de convites e conversas, a nação ainda não adentrou ao grupo.

Já no caso de Guiné Equatorial, que teve recentemente a língua portuguesa como co-oficial, passa por um processo de aceitação do povo que poderá ser concretizado futuramente. Outro ponto à favor deste país é que sua fase de colônia foi mais portuguesa que espanhola, por esta razão passou mais tempo sob influência da cultura de Portugal.

Objetivos da Comunidade

Dentro do site da CPLP, há todas as informações sobre os objetivos do grupo. Dentre eles, alguns merecem destaque:

  • Igualdade soberana dos Estados membros;
  • Não-ingerência nos assuntos internos de cada estado;
  • Respeito pela sua identidade nacional;
  • Reciprocidade de tratamento;
  • Promoção do desenvolvimento;
  • Promoção da cooperação mutuamente vantajosa.

Reportar erro