Países da América do Sul

A América do Sul é uma subdivisão do continente americano, formada pelos seguintes países: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela, além da Guiana Francesa.

Embora estejam localizados na mesma porção continental do globo, que é uma parte da América, estes países são bastante diferentes entre si. Cada um deles tem uma história diferente, um tipo de colonização, uma estrutura física, cultural, religiosa e mesmo idiomas e moedas diversas. Conheça melhor esse território a seguir.

Mapa com ícones da América do Sul

A América do Sul é composta por 13 países (Foto: depositphotos)

Países da América do Sul

A América do Sul é a parte mais Meridional do continente americano. Ela é uma subdivisão do continente americano, o qual é formado pela América do Norte, América Central e América do Sul. Os países que constituem a América do Sul são: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai, Venezuela e Guiana Francesa. Essa região ocupa uma extensão territorial de 17.819.100 km² com uma população de cerca de 430 milhões de habitantes (2018).

Características de cada um

Argentina: o território da Argentina possui cerca de 2.780.000 km² de extensão, sendo o segundo maior da América Latina, depois do Brasil. São seis regiões geoeconômicas que constituem esse território: Cordilheira dos Andes, Puna, Chaco, Mesopotâmia, Patagônia e o Pampa. Cada uma destas regiões apresenta especificidades na ocupação e na atividade produtiva, segundo as condições do ambiente (clima, vegetação, relevo). A população da Argentina é de mais de 44 milhões de habitantes (2017). Depois do Brasil, a Argentina é o país sul-americano com os melhores índices econômicos.

Bolívia: Com uma área de 1.099.000 km² de extensão territorial, a Bolívia é um país cujo território é resultado de vários conflitos com outros países, como o Brasil, o Paraguai e o Chile. O país perdeu sua última saída para o mar através do Deserto do Atacama para o Chile e, por isso, depende de portos de outros países para escoar sua produção e receber as importações. A extração mineral é a atividade de destaque na economia boliviana. Cidades importantes do país são: La Paz, Oruro, Cochabamba, Sucre e Potosí. A população da Bolívia é de mais de 11 milhões de habitantes (2017).

Brasil: é o maior país em extensão territorial da América do Sul, com 8.516.000 km² de território. Com uma população de 210 milhões de habitantes (2019), é o país mais populoso dentre os sul-americanos. O Brasil é formado por 26 estados e um Distrito Federal. É subdividido em cinco grandes regiões, segundo o IBGE: Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Faz fronteira com quase todos os países sul-americanos, exceto o Chile e o Equador. É no Brasil que está a cidade mais populosa da América do Sul: São Paulo.

Chile: o território do Chile é formado por uma estreita e longa faixa de terras, com 756.950 km² de extensão, a qual está disposta entre a Cordilheira dos Andes e o Oceano Pacífico. Dentre os países andinos, é o que mais se destaca economicamente. São três grandes áreas que formam o Chile: Norte, Centro e Sul. As três porções são bastante diferentes, sendo que no Norte predomina um clima árido ou semiárido, enquanto no Centro há a presença de um clima temperado (concentração de cidades e população), no Sul há um clima frio e úmido. A população do Chile é de mais de 18 milhões de habitantes (2017).

Colômbia: a população colombiana e suas principais atividades produtivas são influenciadas pela Cordilheira dos Andes, a qual se estende de Norte a Sul pelo território. A Colômbia é banhada por dois oceanos: Pacífico ao Oeste e Atlântico ao Leste, o que favorece as exportações e importações. São mais de 49 milhões de pessoas (2017) que habitam a Colômbia. Sua economia não é muito industrializada. O café é o produto agrícola mais importante do país. Os cultivos ilegais (base para narcóticos) movimentam muito dinheiro no território. Há intensa ação de grupos paralelos ao Estado na Colômbia, os chamados grupos guerrilheiros, dentre os mais conhecidos as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Equador: Com mais de 16 milhões de habitantes (2017), o Equador é conhecido como o “país do meio do mundo”, por ser atravessado pela Linha do Equador. A população é constituída a partir da miscigenação entre indígenas locais e os europeus que colonizaram a região. São três regiões que constituem o Equador, sendo elas: Oeste, Centro e Leste. No Oeste está a porção litorânea do país, enquanto ao Centro há a presença da Cordilheira dos Andes, ao Leste há a Floresta Amazônica. O território do Equador possui 283.560 km² de extensão.

Guiana: a maior parte do território da Guiana é coberto pela Floresta Amazônica (cerca de 80%). No Centro-Oeste do país está a Serra de Pacaraima, no Sul está a Serra Acaraí, as quais são as áreas mais elevadas do país. O restante do país é constituído por terras baixas. A população do país é formada pela miscigenação entre negros, indígenas e europeus. É na região costeira que se concentram as atividades produtivas, como o cultivo do arroz e da cana-de-açúcar. O território da Guiana possui 214.969 km² de extensão, com uma população de 777 mil habitantes (2017).

Paraguai: o território do Paraguai é fruto das várias disputas territoriais que ocorreram na região. Seu território tem 406.752 km² de extensão, dividido em duas partes: Ocidental e Oriental. O Paraguai é um dos países menos urbanizados da América do Sul, e boa parte da sua população está empregada no setor primário da economia. A população paraguaia é de mais de 6 milhões de habitantes (2017). As principais cidades do país são: Assunção e Ciudad del Este.

Peru: o país cuja população é predominantemente constituída por indígenas, especialmente herdeiros da cultura inca, tem um território de 1.285.000 km² de extensão. É no Peru que está a famosa cidade de Cuzco, um dos principais centros da cultura inca, a qual é amplamente visitada por turistas. São regiões do Peru: La Costa (região costeira), La Sierra (parte montanhosa) e La Selva (Leste dos Andes). A população do Peru é de mais de 32 milhões de habitantes (2017). Embora tenha tido historicamente uma economia voltada para a exportação de minérios, hoje o Peru tem expandido suas atividades e diversificado sua produção.

Suriname: com cerca de 563 mil habitantes, o Suriname é o menor país da América do Sul. Seu território possui apenas 163.821 km² de extensão. O relevo do país é marcado pelas colinas ao centro e ao sul, bem como uma enorme planície ao norte. A vegetação predominante é a Floresta Amazônica e as Savanas. O litoral do país é o ambiente onde se concentra a maior parcela populacional, a qual é bem diversificada, fruto do contato entre indígenas, descendentes de indianos, paquistaneses, indonésios, chineses e europeus. A economia do país é pautada na exportação da bauxita, produção de arroz e banana.

Uruguai: é um país com pequeno território – 176.215 km² – e que se estende pelo Pampa, com relevo marcado por extensas planícies e colinas de baixa amplitude (coxilhas). É um dos países com maior taxa de urbanização do mundo, e uma das principais cidades é Montevidéu (capital do país). A principal atividade econômica do país é a agropecuária, com destaque para a produção da lã, carne e couro. A população uruguaia é de mais de 3 milhões de habitantes (2017).

Venezuela: o relevo venezuelano é marcado pelo Planalto das Guianas em sua porção Leste e Sudeste, pela planície do Orenoco ao Centro. O litoral do país é caracterizado pela presença de penínsulas, golfos e ilhas. Dentre as atividades econômicas do país destacam-se a extração, o refino e exportação do petróleo. São as maiores jazidas da América. São 916.445 km² que constituem o território da Venezuela. A população do país é de mais de 31 milhões de habitantes (2017), caracterizada pela miscigenação entre a população local e os colonizadores.

Guiana Francesa: com apenas 83.534 km² de extensão, a Guiana Francesa é um departamento ultramarino da França. Ou seja, é dependente da Franca, embora esteja distante geograficamente da Europa. Seu território é amplamente coberto pela Floresta Amazônica (cerca de 90%). Sua população é de 296 mil habitantes (2019). A população local é miscigenada, oriunda dos processos de colonização. As cidades litorâneas são as que concentram a maior parte da população, com destaque para Caiena. A Guiana Francesa importa boa parte do que consome da França, já que seu território é restrito para produção.

Capitais dos países da América do Sul

Cada um dos países da América do Sul possui sua própria capital.

  • Argentina: Buenos Aires.
  • Bolívia: Sucre.
  • Brasil: Brasília.
  • Chile: Santiago.
  • Colômbia: Bogotá.
  • Equador: Quito.
  • Guiana: Georgetown.
  • Paraguai: Assunção.
  • Peru: Lima.
  • Suriname: Paramaribo.
  • Uruguai: Montevidéu.
  • Venezuela: Caracas.
  • Guiana Francesa: Caiena.

População da América do Sul

A população da América do Sul é bastante heterogênea. Há uma grande variação por conta do tipo de ocupação que cada país teve. A população total da região estava estabelecida em mais de 422 milhões de habitantes (2016). O país que concentra maior população é o Brasil, enquanto o menos populoso é o Suriname.

A população da América do Sul é bastante miscigenada, fruto do contato entre os povos nativos e os colonizadores, bem como os demais povos que vieram posteriormente. A distribuição populacional na América do Sul é influenciada pelas condições físicas do território, com áreas de repulsão como a Floresta Amazônica e a Cordilheira dos Andes.

Maior país

O maior país em extensão territorial da América do Sul é o Brasil, o qual é também o quinto maior do mundo em extensão territorial. Em segundo lugar encontra-se a Argentina. Peru, Colômbia e Bolívia também são países com expressiva extensão territorial dentre os sul-americanos.

País mais populoso

O país mais populoso da América do Sul é o Brasil, cujas estimativas para 2019 apontam que o país tenha atingido os 210 milhões de habitantes. Em segundo lugar aparece a Colômbia, seguida da Argentina, Venezuela e Peru. Apesar disso, o Brasil parece em primeiro lugar com grande margem de população em relação aos demais países. No mundo, o Brasil fica apenas atrás da China e da Índia, ambos com mais de 1 bilhão de habitantes, dos Estados Unidos e da Indonésia.

Economia da América do Sul

Cada um dos países da América do Sul possui uma própria economia. No geral, são países que conseguem aproveitar bem os recursos naturais existentes no território. Como países que tiveram uma colonização voltada para exploração, desenvolveram maior desenvolvimento no setor primário voltado para as exportações. A industrialização destes países foi tardia e ainda continua se desenvolvendo, embora muitas vezes precariamente.

Dos países da América do Sul, o Brasil é o que possui a economia mais desenvolvida, principalmente no que tange ao setor industrial. Apesar disso, o grande destaque fica para o extrativismo e a agropecuária no conjunto das atividades econômicas. O segundo país mais desenvolvido economicamente da América do Sul é a Argentina, onde a há uma predominância de produção voltada para exportação, assim como no Brasil.

Moeda dos países da América do Sul

Cada um dos países sul-americanos possui sua própria moeda.

  • Argentina: Peso argentino.
  • Bolívia: Boliviano.
  • Brasil: Real.
  • Chile: Peso chileno.
  • Colômbia: Peso colombiano.
  • Equador: Dólar americano.
  • Guiana: Dólar da Guiana.
  • Paraguai: Guarani.
  • Peru: Novo Sol.
  • Suriname: Dólar do Suriname.
  • Uruguai: Peso uruguaio.
  • Venezuela: Bolívar venezuelano e Petro (criptomoeda).
  • Guiana Francesa: Euro.

Bandeiras dos países da América do Sul

Cada um dos países da América do Sul possui sua própria bandeira, que é um símbolo nacional de identificação e reforço da soberania.

Argentina

Bandeira da Argentina

(Foto: depositphotos)

Bolívia

Bandeira da Bolívia

(Foto: depositphotos)

Brasil

Bandeira do Brasil

(Foto: depositphotos)

Chile

Bandeira do Chile

(Foto: depositphotos)

Colômbia

Bandeira da Colômbia

(Foto: depositphotos)

Equador

Bandeira do Equador

(Foto: depositphotos)

Guiana

Bandeira da Guiana

(Foto: depositphotos)

Paraguai

Bandeira do Paraguai

(Foto: depositphotos)

Peru

Bandeira do Peru

(Foto: depositphotos)

Suriname

Bandeira do Suriname

(Foto: depositphotos)

Uruguai

Bandeira do Uruguai

(Foto: depositphotos)

Venezuela

Bandeira do Venezuela

(Foto: depositphotos)

Guiana Francesa

Bandeira da Guiana Francesa

(Foto: depositphotos)

Idioma dos países da América do Sul

Existem muitas línguas faladas em um mesmo país, por isso, são estabelecidos alguns idiomas oficiais. Alguns países podem ter mais de um idioma oficial.

  • Argentina: Língua castelhana.
  • Bolívia: existem vários idiomas na Bolívia, como o espanhol, quéchua, aimará, guarani, além de uma grande diversidade de línguas indígenas de menor uso entre os grupos sociais.
  • Brasil: Língua portuguesa.
  • Chile: Língua castelhana.
  • Colômbia: Língua castelhana e Língua inglesa.
  • Equador: Língua castelhana.
  • Guiana: Língua inglesa.
  • Paraguai: Língua castelhana e Língua guarani.
  • Peru: Língua castelhana e Língua Aimará.
  • Suriname: existem vários idiomas no Suriname, como sranan, hindustâni, português, javanês, inglês, francês, espanhol, chinês, dentre vários outros. É um país marcado pelo multilinguismo.
  • Uruguai: Língua castelhana.
  • Venezuela: Língua castelhana.
  • Guiana Francesa: Língua Francesa.

América Latina, Andina e Platina

 

Além da divisão física do continente americano, há outras divisões. Na América do Sul são comuns três divisões, as quais são: América Latina (histórico-cultural) e América Andina e Platina (localização geográfica).

Os países latino-americanos são: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, El Salvador, Equador, Guatemala, Haiti, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. Estes países estão nas três subdivisões da América: América do Norte (México), América Central e América do Sul.

Já os países Andinos são aqueles cortados e influenciados pela Cordilheira dos Andes, são eles: Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela.

Os países platinos são aqueles banhados pelos rios que constituem a Bacia do Rio da Prata, sendo eles: Argentina, Paraguai e Uruguai.

Localização da América do Sul

A América do Sul é uma parte do continente americano. É a porção que fica na região mais Meridional (Sul) da América. Este subcontinente se estende desde o Mar do Caribe (Norte) ao Cabo Horn (extremo Sul). Além disso, a América do Sul limita-se ao Leste, Nordeste e Sudeste com o Oceano Atlântico, e ao Oeste com o Oceano Pacífico. A América do Sul é separada da América do Norte pela América Central Ístmica. Apesar dessa divisão, é considerado apenas um grande continente denominado de América.

Mapa da América do Sul

O mapa mostra a divisão territorial dos países da América do Sul, as capitais de cada país e suas principais cidades. Mostra ainda os limites territoriais com os oceanos da região.

Quais países fazem fronteira com o Brasil?

Quase todos os países da América do Sul fazem fronteira com o Brasil, exceto o Chile e o Equador. São países fronteiriços ao Brasil a Guiana Francesa, Suriname, Guiana, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai.

Quais são os países da América do Sul que falam espanhol?

Por conta do processo de colonização dos países da América do Sul, quase todos os países do subcontinente acabam falando a Língua Espanhola ou suas variações. São países castelhanos: Paraguai, Uruguai, Bolívia, Peru, Argentina, Colômbia, Venezuela, Suriname, Guiana e Chile. O Brasil, por ter sido predominantemente ocupado pelos portugueses, acabou preservando a Língua Portuguesa como seu idioma oficial.

MERCOSUL

O MERCOSUL teve início em 1991, com a assinatura do Tratado de Assunção pelos governos de Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. O Mercado Comum do Sul (MERCOSUL) é uma tentativa de integração dos países da América Latina. A Venezuela entrou no grupo em 2012, mas por descumprimento de acordos, saiu do grupo em 2016.

Os pilares de atuação do MERCOSUL são econômico-social, o social e o da cidadania. A ideia central é a articulação de políticas públicas regionais, visando o desenvolvimento dos países integrantes do grupo. São pilares do MERCOSUL:

Livre circulação de bens e serviços, eliminação dos direitos alfandegários e restrições não-tarifárias para a circulação de mercadorias;
– Criação de uma tarifa externa comum, adoção de uma política comercial comum em relação a outros países;
Harmonização das leis para fortalecer o processo de integração, dentre outros.

Resumo do Conteúdo
Nesse texto você aprendeu que:

  • A América do Sul é uma subdivisão do continente americano.
  • Os países que constituem esta porção da América são: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai, Venezuela e Guiana Francesa.
  • O maior país da América do Sul é o Brasil, o qual também é o país mais populoso.
  • Dentro da América do Sul há outras divisões, como a América Latina, América Andina e América Platina.
  • Um dos grupos econômico-políticos mais conhecidos do mundo, que é o MERCOSUL, envolve países sul-americanos.
  • São mais de 422 milhões de habitantes (2016) que vivem na América do Sul.
  • Essa população é bastante miscigenada, formada pelo contato entre os povos nativos e os colonizadores.
  • O idioma mais falado (oficialmente) na América do Sul é a Língua Espanhola, tendo-se em vista a ocupação deste território no contexto colonial.

Exercícios resolvidos

1- Onde fica a América do Sul?
R: No continente americano. Na subdivisão ao sul.
2- Quais países compõem a América do Sul?
R: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai, Venezuela e Guiana Francesa.
3- Qual o maior país e o mais populoso da América do Sul?
R: O maior país em extensão é o Brasil com 8.516.000 km² de território e o país mais populoso também é o Brasil com 210 milhões de habitantes, aproximadamente.
4- Quais países fazem parte do MERCOSUL?
R: Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.
5- Quais são os países andinos e os platinos?
R: Os países andinos são: Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Venezuela, e os países platinos são: Argentina, Paraguai e Uruguai.
Referências

» GARCIA, Helio; MORAES, Paulo Roberto. Geografia. São Paulo: IBEP, 2015.

» MOREIRA, Igor. Mundo da Geografia. Curitiba: Positivo, 2012.

» VEDOVATE, Fernando Carlo. Projeto Araribá – Geografia. 3 ed. São Paulo: Moderna, 2010.

Sobre o autor

Avatar
Mestre em Geografia e Graduada em Geografia pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Especialista em Neuropedagogia pela Faculdade Alfa de Umuarama (FAU) e em Educação Profissional e Tecnológica (São Braz).